Taxa básica de juros mais baixa deve favorecer retomada do setor A virada do ano irá trazer esperança para o mercado imobiliário, depois de dois anos consecutivos de queda nos negócios. Especialistas do setor apontam que o ritmo de financiamentos deve ganhar leve fôlego em 2017. A confiança vale tanto para a produção como a comercialização de imóveis. O diretor da UCI Brasil, especialista em crédito imobiliário, Luis Felipe Carchedi, explica que a principal condição para esse discreto otimismo é a perspectiva da redução da taxa básica de juros. "O percentual da Selic é primordial para facilitar os financiamentos", esclarece. Como consequência da conjuntura econômica, os financiamentos imobiliários despencaram. "Entre janeiro e outubro deste ano os negócios foram 44,2% menores do que em igual período do ano passado", compara, citando levantamento realizado pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip). Conforme a entidade, os financiamentos devem atingir R$ 45 bilhões neste ano. A UCI Brasil nasceu da união de especialistas trabalhando em conjunto: O Grupo Província e o Grupo UCI. O Grupo Província conta com 40 anos de experiência em crédito imobiliário e com uma equipe de colaboradores com profundo conhecimento e credibilidade no mercado nacional. A UCI Brasil tem o compromisso constante de inovar nas soluções de financiamento imobiliário garantindo rapidez e flexibilidade. O atendimento exclusivo e personalizado da UCI Brasil se deve a sua estreita relação com os corretores de imóveis e seus clientes.